Indústria Alimentícia e a Economia Prateada

Um cardápio de insights e soluções.

Falar de maturidade é falar de diversidade. Os maduros não envelhecem igual e, por isso, é importante entender as diferenças entre as faixas etárias, gênero, classe social, aspectos regionais e culturais. Nesse cenário, fica delicado indicar um produto alimentício baseado em critérios generalistas.

O convite que eu faço para você é um mergulho na diversidade e na cara nova da maturidade a fim de entender esse “oceano de oportunidades” ao livrar-se de estereótipos e preconceitos. Estou falando de um mercado responsável pela metade do consumo global, formado por pessoas que se sentem excluídas das estratégias de marketing das empresas.

No Brasil o público 50+ representa 1/4 da população brasileira, que movimenta o equivalente a 1/4 do nosso PIB, quase 2 trilhões de consumo anual. 

Segundo pesquisa Tsunami: alimentação, dentro e fora de casa, é um dos principais destinos da renda mensal dos maduros. 

Indústria alimentícia e a economia prateada

No entanto, no Brasil, não encontramos muitas iniciativas da indústria alimentícia no sentido de estabelecer conversas e lançar produtos e serviços que sejam dirigidos a esse público potencial. Não é fácil encontrar opções adequadas, atraentes e  saborosas para as necessidades de um organismo que envelhece. Quando a gente estuda gerontologia e UX isso fica muito claro. Aqui existe uma grande oportunidade para as empresas!

Gourmets e digitalizados

Em nossas pesquisas e inteligência de dados fica evidente que o consumo por meios digitais cresceram enormemente durante a pandemia e o comer e o beber são uma das principais categorias de compra pela internet. Ainda assim, temos visto poucas iniciativas em plataformas amigáveis para os 50+.

Quais seriam os primeiros passos?

Hoje fica claro que a grande barreira para a inclusão do público maduro nas estratégias de marketing das empresas, bem como a dificuldade de conversão deste público, é a falta de conhecimento e a disseminação de ideias preconcebidas e desatualizadas sobre a população madura.

Indústria alimentícia e a economia prateada

Veja os principais insights da MV, que são um resumo do que eu disse acima:

O público maduro é digital? Sim! Segundo dados da Kantar IBOPE Media, a inclusão digital dos maduros dobrou nos últimos 5 anos. Durante a pandemia aumentou em 66% o acesso às redes sociais. Os aparelhos mais utilizados para acessar a Internet são os smartphones – a janela para o mundo que não sai mais das mãos de nenhum de nós – e os apps de maior utilização são WhatsApp, Facebook, Youtube e um crescimento acelerado do Tik Tok (tendência acentuada pela facilidade de buscar vídeos explicativos, ou tutoriais).

Os rótulos convencionais são rejeitados. Por exemplo: velho, idoso, melhor idade e terceira idade. Recomendo que você dedique mais tempo em conhecer os novos hábitos, comportamento e sonhos, e menos tempo para descobrir como categorizar os maduros.

Indústria alimentícia e a economia prateada 

Os 50+ são diversos. Ninguém envelhece igual. Temos diferenças por faixa etária, gênero, classe social e condição física, por exemplo, como qualquer outro grupo etário. 

As empresas precisam se atualizar, conhecer a nova cara da maturidade que é dinâmica e evolui constantemente. Inclusive porque, a cada ano, mais 2 milhões de novos maduros entram para esse target e reinventam a cara da maturidade. 

Na MV MKT nós trabalhamos com os 6 perfis de maduros, levantados pela Data 8, conforme abaixo, e você poderá ter o escopo completo dessas personas ao entrar em contato com a gente.

Indústria alimentícia e a economia prateada

  • Autossuficientes
  • Agregadores
  • Sábios
  • Cuidadores
  • Exploradores
  • Em pausa

Por meio de muitos estudos, como o de personas apresentadas acima, e do aprendizado com as campanhas de marketing já desenvolvidas, a MV MKT desenvolveu um modelo de comunicação com 20 passos. Eu listei aqui 10 deles:

Indústria alimentícia e a economia prateada

Para finalizar, desejo que a sua jornada de inclusão no público sênior seja tão apaixonante e proveitosa quanto tem sido a nossa. Aprendemos, ao longo dos últimos anos, a acompanhar o ritmo de mudança dos prateados do século XXI e evoluir com eles constantemente. 

Como eu costumo dizer, o público prateado trocou de lugar com o jovem e hoje ocupa o posto de aspiracional. Afinal, quem não quer, em um mundo tão cheio de desafios, chegar lá com alegria de viver? Conte com a gente!

https://mvmarketing.com.br/reflexoes/tendencia-2021-industria-alimenticia/

Sobre

Nosso time é formado por profissionais pioneiros, referência e formadores de opinião, especializados em marketing no mercado prateado.

Serviços

MV Marketing – dados, insights e o compromisso com a inclusão etária.

contato@mvmarketing.com.br

MV Marketing – dados, insights e o compromisso com a inclusão etária.

contato@mvmarketing.com.br